Cabify Brasília: entenda como o aplicativo funcionará na capital

Cabify Brasília

A chegada do Cabify Brasília é uma das grandes notícias no segmento de transporte privado como serviço, na capital brasileira. Com taxas fixas e um serviço razoavelmente diferenciado, em termos de cobrança, em relação ao pioneiro Uber, o Cabify Brasília adiciona mais uma camada de concorrência a este tipo de transporte.

Brasília já estava nos planos do aplicativo, que atua em quatro capitais brasileiras e havia prometido, para 2017, iniciar as operações no Distrito Federal e em Curitiba. O anúncio ocorreu mais cedo do que o esperado, provavelmente estimulado pelas facilidades da regulamentação o local.

Para os usuários de transporte particular pago, mais opções são sempre uma boa notícia. No caso do Cabify, a maior disponibilidade de meios de pagamento e a ausência de taxas variáveis podem favorecer os usuários. Saiba mais sobre a chegada do Cabify Brasília, seus diferenciais e características:

Cabify Brasília iniciará suas operações

Após o estabelecimento do Uber – e de sua já tradicional polêmica com os taxistas locais – na capital brasileira, o anúncio do Cabify Brasília chegou para aquecer ainda mais o segmento. O anúncio já tinha sido realizado logo que a empresa espanhola chegou ao Brasil. Desde então, sabe-se que Brasília estava entre os “mercados-alvo” da companhia.

O processo de escalonamento, no entando, concentrou-se nas regiões sudeste e sul, e agora dá o próximo passo para consolidar-se em seis capitais no país. Segundo a empresa, a estreia deve ocorrer ainda em março, e o aplicativo já está disponível para download para iOS e Android. Os motoristas já estão cadastrados, e a intenção é que a operação já esteja ocorrendo até o final do mês. Junto ao Cabify Brasília, as operações iniciam, também, em Curitiba.

Regulamentação local favorece presença do app

Com a regulamentação adotada para o funcionamento do Uber na cidade, o Cabify Brasília aproveita a oportunidade para fornecer um serviço com regras e segurança já garantidas por seu concorrente. Isso reflete em uma boa oportunidade, tanto para os motoristas, quanto para os passageiros.

Esse é, aliás, um movimento que pode ser observado em várias cidades do país: os municípios regulamentam a presença do transporte privado – geralmente em função da chegada do Uber – e novas empresas utilizam-se da possibilidade legal para o estabelecimento das operações no local, aproveitando a maior facilidade.

Como funciona o Cabify?

O Cabify funciona de maneira muito parecida à de seus principais concorrentes. Em resumo, utiliza-se o aplicativo para solicitar transporte para onde você pretende ir, com possibilidade de geolocalização para não ser necessário inserir o endereço. O próprio aplicativo já estima o valor final da corrida para o usuário, permitindo que se saiba o custo total do procedimento.

Com a carona encerrada, pode-se pagar com dinheiro ou diretamente com o cartão cadastrado no aplicativo. Se essa for a sua opção, não é necessário nem mesmo ter o cartão em mãos. Isso porque o meio de pagamento já fica cadastrado no app, e a corrida é paga automaticamente ao seu término.

Diferenças em relação ao Uber

Entre as principais diferenças do Cabify que chega em Brasília em relação ao Uber, que já funciona na cidade, estão a maior disposição de meios de pagamento e o sistema de custo fixo de quilometragem. Isso significa que não há cobrança especial de acordo com a hora que você solicita o serviço, como ocorre no Uber. Por isso, sair às 10 da manhã ou às 18, em um mesmo trajeto, custa a mesma coisa. Isso torna o Cabify em Brasília uma ótima opção para transporte nos horários mais movimentados, nos quai so Uber tende a ficar mais caro.

A outra vantagem é a possibilidade de pagar com dinheiro. Por isso, se você prefere não utilizar o cartão de crédito, o Cabifu é uma excelente opção para poder poupar seu limite.